Portal do Governo Brasileiro
Página InicialNotícias e Eventos

3/2/2017   
.: Inmetro contribui para desenvolvimento da bioindústria na Amazônia :.

A Amazônia é a região de maior biodiversidade do planeta, com potencial de desenvolvimento de biotecnologias que podem ser aplicadas em diversas áreas, desde a produção de novos medicamentos até a melhoria de alimentos e a reprodução de espécies animais. O Inmetro, por meio da gestão do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), atua para que os produtos da região tenham cada vez mais valor agregado e superem barreiras técnicas ao comércio, oferecendo mais qualidade e confiança à indústria e ao mercado.

O CBA é um centro tecnológico que visa contribuir para o desenvolvimento da bioindústria no país, para a geração de conhecimento e de tecnologia de ponta, funcionando como um elo entre diversas instâncias governamentais, setor produtivo e comunidade científica. O Centro foi criado no âmbito do Ministério do Meio Ambiente (MMA), sendo gerido inicialmente pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

Em 2015, o Inmetro assumiu a administração do CBA, a partir da assinatura de um Termo de Execução Descentralizada (TED). Desde então, foram contratos 62 bolsistas para alavancar a atuação do centro tecnológico.

De acordo com o pesquisador da Diretoria Aplicada às Ciências da Vida (Dimav), José Mauro Granjeiro, o trabalho volta-se, hoje, à recuperação da infraestrutura predial e de laboratórios do CBA, além da manutenção de equipamentos e da garantia de insumos essenciais para as atividades de pesquisa.

“A recuperação do CBA está fortemente focada na capacidade de prestação de serviço qualificado para a Amazônia, na identificação, na caracterização e na qualificação dos potenciais produtos da região”, afirmou Granjeiro, que é o representante do Inmetro no Comitê Gestor do CBA.

Entre os serviços especializados estão, por exemplo, a análise da qualidade da água e de alimentos, como o açaí, da composição química da castanha da Amazônia. Outra vertente potencial é a disponibilização de biomoléculas de produtos naturais para cosméticos, alimentos e medicamentos.

De acordo com Granjeiro, um dos testes fundamentais para a avaliação de alguns potenciais produtos é o toxicológico e o Inmetro, por meio da Dimav, contribui para a implantação de métodos alternativos ao uso de animais nesses processos. A Diretoria de Metrologia Científica e Tecnologia (Dimci), por sua vez, auxilia na caracterização físico-química dos produtos. “A missão é associar as competências técnicas do Inmetro às locais, do CBA, visando à melhor caracterização e agregando valor aos produtos da Amazônia. Os avanços atuais só estão sendo possíveis devido ao compromisso claro e forte do presidente do Instituto com esse projeto”, reforçou o pesquisador.


Jornal Na Medida
Notícias sobre o recall de brinquedos


Nossos Endereços

  • Rio de Janeiro

    PABX: (21) 2563-2800

    Rua Santa Alexandrina, 416

    Rio Comprido - Rio de Janeiro - RJ

    CEP: 20261-232

  • Campus Xerém

    PABX: (21) 2679-9001

    Av. Nossa Senhora das Graças, 50

    Xerém - Duque de Caxias - RJ

    CEP: 25250-020

  • Superintendência de Goiás - Surgo

    PABX: (62) 3237-3500

    Rua 148, s/n

    Setor Sul - Goiânia - GO

    CEP: 74170-110

  • Superintendência do R. G. do Sul - Surrs

    PABX: (51) 3342-1155

    Av. Berlim, 627

    São Geraldo - Porto Alegre - RS

    CEP: 90240-581

  • Brasília

    PABX: (61) 3340-1710

    EQN 102/103 - Lote 1, Asa Norte

    Brasília - DF

    CEP: 70722-400

Inmetro © 1993 - 2012. Todos os direitos reservados.